Pesquise aqui o termo que procura   
A
A

Água Lixiviante, lixiviado – Efluente liquido que percorre os RSU depositados num aterro e é resultante da agua contida nos resíduos e da que é proveniente da precipitação meteorológica.


Aeróbio – Processo biológico que ocorre na presença de oxigénio.
Anaeróbico - Processo biológico que ocorre na ausência de oxigénio.

 

Aterro Sanitário – Terreno impermeabilizado e que deve estar afastado das habitações onde são depositados resíduos de forma controlada, constituindo, por isso, um final adequado. Os resíduos são dispostos em camadas e cobertos com terra de forma a tentar minorar os impactes ambientais, existindo controlo sistemático dos efluentes líquidos e gasosos produzidos.

 

Águas Residuais Industriais - Todas as águas residuais provenientes de qualquer tipo de actividade, que não possam ser classificadas como águas residuais domésticas, nem sejam águas pluviais.

 

Águas Residuais Urbanas - Águas residuais domésticas ou a mistura destas com águas residuais industriais ou com águas pluviais.

B
B

Biodegradável - Que pode ser decomposto em matéria através de processos biológicos naturais. Substância que pode ser destruída no ambiente através da acção de organismos vivos. Os materiais biodegradáveis não se acumulam nas cadeias alimentares e desaparecem do ambiente com relativa rapidez.

 

Biogás - Gás produzido pela decomposição anaeróbica de material orgânico com predominância de gás metano, que pode ser utilizado como fonte energética em veículos motorizados ou em consumo domestico, por exemplo.

 

Biosfera- Totalidade dos seres vivos e dos factores que lhe estão directamente ligados. Tem evoluído desde que surgiram os primeiros sinais de vida.

 

C
C

Compostagem – Processo de reciclagem orgânica em que ocorre a degradação biológica aeróbia de resíduos orgânicos, de modo a produzir a sua estabilização, originando uma substancia húmida (composto) utilizada como fertilizante do solo.

Contaminação – Existência de uma substancia (contaminante) no ar, no solo, agua ou corpo, podendo a sua presença ser prejudicial ou não, normalmente produzida pela actividade humana.

D
D

Deposição – Actividade associada à colocação dos resíduos em local apropriado como a deposição em estações de tratamento ou em destino final.

Deposição selectiva – Separação dos RSU e colocação em locais adequados (ecopontos, ecocentros e outros) tendo em conta o tipo de material e fluxo.

Digestão anaeróbica – Série de reacções processadas por microorganismos que, na ausência de oxigénio, convertem a matéria orgânica numa mistura de gases (metano e dióxido de carbono) designada por biogas. O resíduo do processamento – o composto – pode ser utilizado como fertilizante do solo.

E
E

Ecocentro – Uma área vigiada dedicada á recepção de resíduos para reciclagem com um volume de contentonização superior aos ecopontos ou que não possam ser depositados nos ecopontos nem devam ser depositados indiferentemente, como por exemplo, os resíduos perigosos existentes nos RSU.

 

Ecoponto – Conjunto de contentores preparados para deposição multimaterial de resíduos para reciclagem (como o papel e cartão, vidro e embalagens).

 

Efeito Estufa – Aquecimento da atmosfera terrestre provocado pela acumulação de gases, principalmente dióxido de carbono, que retêm o calor do Sol.



Efluente – Qualquer produto líquido ou gasoso lançado no ambiente como resultado das actividades humanas.

 

Embalagem – Todos e quaisquer produtos feitos de materiais de qualquer natureza utilizados para conter, proteger, movimentar, manusear, entregar e apresentar mercadorias, tanto matérias primas como produtos transformados, desde o produtor ao utilizador ou consumidor, incluindo todos os produtos “descartáveis” utilizados para os mesmos fins.

 

Entulho – Designação corrente e popular de resíduos inertes, em geral provenientes de construções ou demolições.

 

Estação de triagem – Instalação onde os resíduos de embalagem provenientes da recolha selectiva multimaterial de papel, cartão e de embalagens plásticas e metálicas são separados, mediante processos manuais ou mecânicos, nos materiais constituintes, destinados a valorização ou a outras operações de gestão.



ETAR – Estação de tratamento de águas residuais.

F
F

Fileira – Designação técnica que significa qualquer dos materiais constituintes dos resíduos; fileira de vidros, fileira de plásticos, fileira de metais, fileira de maéria orgânica, fileira de papel e cartão entre outras.

Finos – Diz respeito a todos os resíduos que apresentam um diâmetro inferior a 20mm

Fluxo – Designação técnica que engloba categorias de resíduos para as quais existem princípios de gestão normal definidos legalmente como por exemplo resíduos de equipamentos electrónicos e eléctricos, pilhas e acumuladores, pneus, solventes, lamas de ETAR, entulhos. 

G
G

GEOTA – Grupo de estudos de ornamento do território e ambiente

 

Gestão de resíduos – São as operações de recolha, transporte, armazenamento, tratamento, valorização e eliminação de resíduos, incluindo a monitorização dos locais de descarga.

 

Gestão Integrada – Gestão alicerçada numa hierarquia de planos e programas desde a produção a reinserção dos circuitos produtivos (reciclagem), ou em alternativa, a incineração com recuperação de calor e ao confinamento como último recurso.

H
H

.

I
I

Impacte Ambiental – Caracteriza-se por alterações significativas no ambiente decorrentes da actividade humana ou natural que podem levar ao comprometimento da utilização dos recursos naturais ou por em causa a biodiversidade.

Incineração – Processo de eliminação de resíduos por via térmica, com ou sem recuperação do calor produzido por combustão. Esta técnica de tratamento mata os microorganismos e reduz até 75% o peso de até 95% o volume dos resíduos, facilitando a sua deposição final. Este processo é aconselhado para casos como o tratamento de resíduos hospitalares, cujos componentes biológicos patogénicos só são destruídos a latas temperaturas.

Indicadores – Parâmetros ou variáveis ambientais representativos do sistema de recolha selectiva que apontam os aspectos positivos e negativos desse sistema.

J
J

.

k
k

.

L
L

Lamas - Subproduto resultante do tratamento químico ou biológico promovido em estações de tratamento de águas ou estações de tratamento de águas residuais.

 

Lixeira ( vazadouro) – Local onde são colocados resíduos de forma indiscriminada e sem qualquer controlo posterior, originando a poluição das águas subterrâneas e superficiais e do solo, odores desagradáveis, reprodução de agentes propagadores de doenças, inalação de poeiras e acidentes ocasionais devido á inexistência de drenagem do biogás produzido durante a decomposição da matéria orgânica. Constitui, pois um destino final indesejável para os resíduos.

M
M

Monitorização – Conjunto de acções de controlo de vigilância destinado a permitir a avaliação e o acompanhamento da qualidade da gestão dos sistemas de deposição.

 

Monstro – Resíduo volumoso e /ou pesado que não oferece condições de fácil manuseamento pelos produtos domésticos ou institucionais e, por essa razão, fica habitualmente ao cuidado dos serviços de recolha da entidade gestora ( por exemplo automóveis, frigoríficos, arvores etc…).

N
N

.

O
O

.

P
P

PARSU – Plano de acção dos Resíduos Sólidos Urbanos

 

PERSU - Plano Estratégico dos Resíduos Sólidos Urbanos

 

Política dos 3 Rs – Definição como prioridade de gestão de resíduos as seguintes operações: Redução, Reutilização e Reciclagem.

 

Poluente – Elemento estranho ao ar, água, solo, ou alimento que prejudica a saúde e a capacidade de sobrevivência de qualquer ser vivo. Os poluentes podem ser materiais (sólidos, líquidos ou gasosos) ou existir sob a forma de energia (sonora, calor e radiação), sendo a sua ocorrência natural (vulcões, furacões …) ou antropogènica ( resíduos e efluentes…)



Poluição – Alteração qualitativa do ambiente, que inibe ou prejudica o equilíbrio biofísico das espécies naturais e também o desenvolvimento sócio – económico e a saúde das comunidades.



Prevenção (redução) – Principio de gestão baseado na minimização da quantidade e / ou perigosidade dos resíduos através de;
• Utilização de matérias primas sem elementos poluentes ou com a menor quantidade possível;
• Modificações no processo produtivo quando aplicado á industria;
• Substituição ou modificação dos produtos por outros ambientalmente mais sustentáveis;
• Reutilização dos RSU.



Produção – Geração dos resíduos sólidos urbanos nas suas variadas fontes;
• Habitação
• Empresas
• Industrias
• Limpeza pública
• Espaços de lazer
• Vias de comunicação

 

Produtor - Qualquer pessoa, singular ou colectiva, agindo em nome próprio ou  prestando serviço a terceiro, cuja actividade produza resíduos ou que efectue operações de pré-tratamento, de mistura ou outras que alterem a natureza ou a composição de resíduos.

Q
Q

.

R
R

Reciclagem – É o reprocessamento dos resíduos num processo de produção para o fim original ou para outros fins.

 

Recolha – Operação efectuada por pessoal e equipamento especialmente adequado para este fim, mediante a transferência dos RSU para as viaturas de recolha.

 

Recolha Selectiva – Recolha de RSU separadamente por tipo de material ou fluxo, através de ecopontos e ecocentros e/ou métodos de recolha ao domicilio (porta a porta).

 

Recuperação – Qualquer das operações que permitam o reaproveitamento dos resíduos e que se englobam em 2 categorias: reciclagem e valorização energética

 

Recursos – É tudo aquilo que se obtêm do meio ambiente sob a forma viva e não viva, com a finalidade de satisfazer os desejos e necessidades humanas. Os recusos podem ser renováveis ou não renováveis.

 

Recursos não Renováveis – Recursos que têm um ciclo de formação demasiado longo à escala humana e, como tal é considerado que existem em quantidades limitadas, como pró exemplo o carvão, o petroleiro e o cobre.

 

Recursos Renováveis – Recursos que são inesgotáveis ou podem ser substituídos por ciclos naturais, como por exemplo a energia solar, a energia eólica, a energia hídrica ou a geotérmica.

 

Resíduo -  Qualquer substância ou objecto, depois de cumprir a sua finalidade para o qual foi concebido, de que o detentor se desfaz ou tem intenção ou obrigação de se desfazer. Vulgarmente designado por lixo.



Resíduo Inerte – Resíduo não biodegradável nem passível de se alterar por outros processos ( Ex; entulhos de construção que não estejam contaminados).



Resíduos Perigosos – Resíduos que contem substancias que, em determinadas concentrações representam um risco para a saúde humana e /ou para o ambiente.

 

Resíduos Agrícolas – (RA) - Resíduo proveniente de produção agrícola e/ou pecuária similar.



Resíduos Hospitalares – (RH) – Resíduos produzidos nas unidades de prestação de cuidados de saúde, incluindo as actividades de diagnostico, tratamento e prevenção de doenças em seres humanos ou animais, e ainda as actividades de investigação relacionadas com a saúde. Os RH classificam-se em vários grupos atendendo ás suas características e/ou tipo de perigosidade, bem como ao seu tratamento diferenciado.



Resíduos Industriais – (RI) – Resíduos produzidos em actividades ou processos industriais.



Resíduos Sólidos Urbanos – (RSU) – Resíduos domésticos ou outros resíduos semelhantes sendo constituídos por uma mistura de produtos muito variados fruto do consumo diário das pessoas em sua casas, estabelecimentos comerciais, escritórios ou similares, ou de um estabelecimento industrial, desde que a produção diária não exceda os 11.000 L.



Resíduos Verdes – Resíduos de constituição vegetal proveniente de jardins, parques, bosques ou similares.



Reutilização – É a reintrodução, em situação análoga e sem alterações, de substancias, objectos ou produtos nos círculos de produção ou de consumo por forma a evitar a produção de resíduos.

S
S

Sistema intermunicipal – Sistema gerido por uma associação de Municípios através de uma empresa intermunicipal, concessionária ou não.

 

Sistema Multimunicipal – Sistema que sirva pelo menos dois municípios e exija um investimento predominante a efectuar pelo estado em função de razões de interesse nacional, sendo a sua criação ou concessão obrigatoriamente objecto de decreto-lei.

 

Sistema Ponto Verde – É um sistema integrado de gestão de resíduos de embalagens, dinamizado pela sociedade ponto verde, e assenta numa articulação entre um conjunto de parceiros. Visa valorizar a reciclar resíduos de embalagens, contribuindo para a diminuição do volume de resíduos depositados em aterros e incinerados e para a economia de recursos naturais.

 

T
T

Tratamento – Conjunto de operações (mecânicas e físicas) e processos (químicos e biológicos), que altera as características dos resíduos de forma a reduzir o seu volume e perigosidade e a facilitar a sua movimentação, valorização ou confinamento.

 

Tratamento Biológico - Processo destinado a facilitar a valorização da matéria orgânica através de algum tipo de actividade biológica controlada. Conjunto de processos biológicos destinados a facilitar a valorização por compostagem ou por digestão anaeróbia (biometanização).


Triagem – Separação manual ou mecânica de resíduos por tipo de material, destinados a qualquer um dos processos de valorização.

U
U

.

V
V

Valorização - A operação de reaproveitamento de resíduos prevista na legislação em vigor.

 

Valorização energética – É a utilização dos resíduos combustíveis para a produção de energia através da incineração directa com a recuperação de calor.

W
W

.

X
X

.

Z
Z

.

Avisos Legais | Mapa site | Portal S4

Desenvolvido por:miopiadesign.com